SEM ESPERANÇAS!


Querem mudar a cabeça de um corpo doente.
Os membros estão doentes
As células estão doentes
Mas só querem mudar a cabeça

Deus do céu
Precisamos de ajuda já.
Mas só podemos nos ajudar em dois anos
Precisamos de ajuda agora.

Quinhentos e treze
Número de membros adoecidos
Comprados
Vendidos

Luta suja pelo poder

Lama suja que se derrama em mim
Lama suja que não posso limpar
Lama suja que nos adoece
Mata
Sequestra
Assalta

Só podemos nos ajudar em dois anos

Precisamos de ajuda agora.

Não dou conta do tanto de água que existe em mim.
Sinto-me a afogar.
Sufocar.
Uma saudade que não cabe em mim.
Estou incompleta, preciso de você aqui.
Uma saudade que me tira as palavras.
Uma saudade que inflama meu ser.
Te quero sem explicações.
Te quero até quando tivermos que nos querer um ao outro.
Mas ainda espero te querer além e espero que me queiras além.
Pois nossa vontade e nosso amor vem de além, além do visível, além do que podemos sentir!
Além do que podemos ver...

DEPOIS DE OITO MESES E DOIS AUMENTOS DE TARIFA DO METRÔ... TAMOZAÊ


Meu coração se aperta, mas não tem medo.
Minha barriga gela, mas não passo mal.
Meus pelos arrepiam, mas não é frio.
A distância que nos separa é irrelevante.
A certeza que me habita é verdadeira.
A lembrança nos coloca juntos.
A lembrança me mostra que isso é uma continuação de algo que me transcende.
Não ter ideia do que será visto adiante e mesmo assim não ter medo é a maior novidade do pagode pra mim.
Mas estou indo, um passo de cada vez.
E quando penso que estou sendo irracional, reflito e entendo que pela primeira vez minha cabeça e meu coração estão indo no mesmo caminho.
E eterna gratidão Àquela que mostra que o ventre do coração ainda é capaz de gerar amor!

DE QUERER

Meu coração está pesado e sinto que a gota que me transborda está caindo aos poucos. Tudo está acontecendo em câmera lenta e eu estou sufocando.
O mundo não parece notar.
O mundo não quer perceber.
O mundo espera de mim uma fortaleza que eu não consigo mais sustentar.
Sinto um nó na garganta.
Rio, brinco, mas essa espinha está entalada.
A cada movimento meu, me passa uma mensagem.
Com sua ponta mais afiada se pressiona contra minha carne, me cortando, me matando por dentro.
Com sua extensão minimizada, parece estar em todas as partes do meu corpo. Não posso falar, não posso respirar. Só consigo um choro abafado, silenciado pelos inúmeros anos de 'não pode'. Quisera eu que minha habilidade de expurgar tudo que não me agrada fosse verdade.
Quisera eu poder arrancar de minha carne o que me mata.
Quisera eu que meu amor bastasse.
Quisera eu que tivesse amor.

OPÇÕES?!

Ser quem sou é saber que no dia a dia não tenho opções.
É saber que eu já tenho um padrão preestabelecido pela sociedade.
Ser quem sou é saber que rompo com estes padrões.
Mas se eu não tomar cuidado acabo criando situações onde também não tenho outras opções.
A sociedade quer que eu alise os fios do meu cabelo para atingir um padrão eurocêntrico.
Nado contra a maré, reconheço minha africanidade.
Mas aceitar o lugar de onde veio não é o mesmo que aceitar quem você é.
Aceitar que tem cabelo crespo não é o mesmo que querer ter um tipo de crespo 'mais maleável'.
Aceitar o cabelo crespo não é apenas parar de alisar ou relaxar os fios, é acima de tudo se blindar aos comentários externos.
É entender que a transformação externa precisa ser um movimento sincronizado com a transformação interna.
Aceitar a africanidade é entender que tudo que foi motivo de chacota a vida toda, continuará sendo e até mais, mas o que muda é nossa postura de encarar o mundo. E só estando forte para não cair nas faltas de opções de uma sociedade que dita padrões a todo momento.

#VERDADES

Encontrei este texto com a data de 17/02/2014, posto agora porque ele nunca esteve tão atualizado (eu acho, porque não me lembro do contexto da época).

Por muito tempo nos ensinaram que mulher preta não podia ter papel de destaque na sociedade.
Nunca fomos respeitadas por sermos mulheres negras inteligentes e conscientes.
Mas isso acaba aqui.
Não toleramos mais sermos chacoteadas por uma sociedade racista que insiste em nos menosprezar reduzindo e comparando nosso complexo sistema de pensamento ao de um primata.
Não, eu não sou irracional.

Não, eu não sou um animal.
Não, você não pode distorcer seu discurso e ainda dizer que estamos nos fazendo de vítimas.
Não, você não pode me enxotar do lugar que me é de direito.
Sempre estivemos de olho, mas a perversidade com que nos trataram por tanto tempo nos atou a grilhões psicológicos.
Hoje, não mais.
Não admitimos o lugar de vítimas.
Somos pessoas empoderadas!
Sabemos que podemos mudar o mundo.
Denunciamos! Falamos! Hoje, fazemos tudo que sempre nos disseram para não fazer.
Quebramos o círculo vicioso. Negras e Negros, a voz é nosso poder. Somos pretas e pretos que sabem o futuro que almejam: trabalhamos, estudamos, temos família, está na hora de não permitir que a sociedade nos coloque à margem!

TENDER-ME-IA

A tendência é que você permaneça no calabouço eterno da indiferença.


Significado de Tender

v.t. 1. Distender, estirar ou esticar;
2. Encher, inflar ou desferrar velas ou bandeiras;
3. Possuir inclinação ou propensão para algo; ter tendência ou vocação para;
4. Direcionar-se ou nortear-se para; ação de se encaminhar para;
5. Propender-se ou pender-se para;
6. Almejar ou visar; aspirar a ou desejar;
7. Estender a massa, ou enformar a mesma, para produzir pão.
(Etm. do latim: tendĕre)

Tecnologia do Blogger.

.

.

Followers

Total de visualizações